Notícias

14/11/2018

Sinfutal e Adufal reúnem-se em Brasília para discutir sobre Acórdão do TCU

A comissão formada por representantes da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas (Adufal) e do Sindicato dos Trabalhadores da Ufal (Sintufal) participou de uma reunião em Brasília com o chefe de gabinete da Ministra Relatora do Processo que trata de questões referentes ao acórdão 6.492/2017, Sr. Diogo Leonardo Rocha, na última quinta-feira (08).

O encontro foi realizado no propósito de haver a suspensão quanto a retirada das rubricas judiciais (26,05% - URP, 3,17%, 28,86%) e na oportunidade as entidades ficaram incumbidas de protocolar requerimento solicitando a habilitação das Entidades de Base  (Adufal e Sintufal), para que assim possam ser partes legítimas no TC 009.089/2015-2, conduzido pela Ministra Ana Arraes. 

O Tribunal de Contas da União (TCU), por meio do chefe de gabinete da Ministra, reconheceu que houve omissões e erros de procedimento praticados pela atual gestão da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), ocasionando, inclusive, perda de prazo para resposta/recurso ao Tribunal.

Na manhã desta terça-feira (13), a comissão reuniu-se, na sede da Adufal, junto com o diretor da entidade, Profº Amauri Barros, e o tesoureiro, Profº Ailton Galvão, para dialogar sobre as próximas ações conjuntas acerca da retirada de rubricas judiciais.

A comissão é formada pelo Presidente da Adufal, Profº Jailton de Souza Lira, o Coordenador Geral do Sintufal, Sr. Evilázio Freire, os advogados do Sinfutal e da Adufal, a Belª Rafaelly Aguiar e o Belº Flávio Pinheiro, o técnico administrativo da Ufal, Sr. Wellington da Silva Pereira, e o Profº aposentado Sr. Francisco Monteiro.

Fonte: Ascom Sintufal e Karina Dantas / Adufal