Notícias

11/10/2019

Comunidade Acadêmica da Ufal rejeita o FUTURE-SE

Unanimidade dos conselheiros em rejeição ao FUTURE-SE. Foto: Everaldo Dantas (Sombra)
Unanimidade dos conselheiros em rejeição ao FUTURE-SE. Foto: Everaldo Dantas (Sombra)

A Comunidade Acadêmica da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) vetou, por unanimidade, nesta quinta-feira, dia 10 de outubro de 2019, em sessão extraordinária do Conselho Universitário (Consuni), a adesão ao Programa Institutos e Universidades Empreendedoras e Inovadoras – conhecido como FUTURE-SE. A representação do Sindicato dos Trabalhadores da Universidade Federal de Alagoas (Sintufal) participou de toda a etapa de discussão, que teve início por volta das 9h30 da manhã e se estendeu até às 13h30.   

De acordo com Flávio José Marques Lins, um dos representantes do Sintufal no Consuni, o Future-se é eivado de ilegalidade em sua essência, uma vez que vai de encontro a vários preceitos constitucionais. Ele acrescenta, ainda, que o programa "é claramente inconstitucional, basta olhar o artigo 207 da Constituição Federal de 1988 e ver que essa ação do governo viola a autonomia administrativa e de gestão financeira e patrimonial, além de fazer pouco caso quanto à indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão”, pondera Lins.

Moysés Ferreira, representante titular do Sintufal no Consuni, relata que outro ponto gravíssimo desse projeto é precarizar as relações de trabalho. Segundo ele, "o Future-se estabelece regimes diferenciados entre os trabalhadores das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) e o que é pior, no caso de nós técnicos, pois nem existimos no corpo do texto inicial apresentado. Como deveríamos interpretar isso? Nosso fim? Terceirização?”, questiona Ferreira.

A sessão foi convocada para o auditório do Centro de Interesse Comunitário (CIC), localizado no Campus A. C. Simões. O ambiente estava totalmente lotado e o Sintufal reforçou o coro contrário a mais esse ataque à autonomia universitária sob o pretexto de “oxigenar financeiramente” as Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). Após um amplo debate, que envolveu além dos membros do Consuni, representantes de toda a comunidade universitária, a Ufal se une a várias outras instituições para dizer NÃO ao projeto que, de Future-se, só tem o nome.