Notícias

O 25 de julho é sinônimo de enfrentamento e emancipação da opressão de gênero

O Sintufal destaca esse marco internacional de luta e resistência da mulher negra contra a opressão de gênero, o racismo e a exploração de classe

Saudamos a todos os grupos e pessoas que se ocupam na luta contra o racismo, o sexismo e a exploração de classes
Saudamos a todos os grupos e pessoas que se ocupam na luta contra o racismo, o sexismo e a exploração de classes Arte: Ascom/Sintufal

Dia 25 de Julho é celebrado o Dia Internacional das Mulheres Negras Latino-Americanas e Caribenhas, relembra o marco internacional de luta e resistência da mulher negra contra a opressão de gênero, o racismo e a exploração de classe.

Em 1992, na República Dominicana, aconteceu o I Encontro de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-caribenhas. O encontro foi realizado com o objetivo de se debater as problemáticas e lutas específicas das mulheres negras destes países.

A data tem como objetivo ser um acontecimento dinamizador internacional da resistência e luta da mulher negra enquanto sujeito de direitos, fortalecendo a identidade desta mulher e possibilitando a construção de movimentos e estratégias para o enfrentamento e emancipação das opressões de gênero e étnico-raciais.

Portanto, contribuir com a ampliação e a visibilidade são tarefas do Estado e de todos os movimentos, coletivos, grupos e pessoas que se ocupam da luta contra o racismo, o sexismo e a exploração de classe.

#sintufal #sindicato #sindicatodostrabalhadores #universidadefederaldealagoas #ufal #brasil #maceio #alagoas #diadamulhernegra #latinoamericana #caribenha #luta #igualdade

Ícone facebook
Ícone twitter
Ícone whatsapp
Ícone email
Ícone impressora