Notícias

Servidora se aposenta e destaca importância de atuação coletiva

Aurinete Pimentel atuou por 38 anos na Ufal e teve carreira exemplar

Foto do Arquivo Pessoal de Aurinete
Foto do Arquivo Pessoal de Aurinete Arte: Ascom/Sintufal

Depois de contribuir durante quase 40 anos de dedicação e trabalho em diversos setores da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), a servidora técnica-administrativa Aurinete Pimentel se aposentou conforme portaria nº 891, de 16 de outubro de 2020, emitida pelo Gabinete do reitor Josealdo Tonholo.

Ela fez questão de destacar a importância do coletivo e da troca de experiências entre companheiros de trabalho durante os anos de atividade no setor público educacional de ensino superior.

A servidora Aurinete Pimentel, agora aposentada, é formada em Serviço Social, especialista nas áreas de Planejamento e Administração de Recursos Humanos, pela Ufal. Ela trabalhou em diversos setores da Universidade e sempre teve participação ativa na organização coletiva da categoria. Com destacada atuação nas mobilizações e greves, já na década de 80.

“A vida do servidor não é só no seu local de trabalho e nos encontros festivos” ressalta, ao citar que é necessário ter atuação na luta sindical, mesmo sem participar da direção do Sindicato. “Sempre participei das assembleias de classe e dos movimentos quando necessário”, exemplifica Aurinete.

“Hoje sinto falta de uma participação maior da categoria, principalmente daqueles que são mais novos na Ufal”, alerta Aurinete. Ela afirma que sua atuação na organização coletiva foi fundamental, também, em sua “formação e desempenho”.  

Para Aurinete, essa convivência é fundamental, precisamos ‘viver o hoje e pensar no amanhã” como servidor público “não só individualmente mais também coletivamente”, ressaltando a defesa da carreira diante dos ataques sofridos pela categoria atualmente.    

Destacada como exemplo na Ufal, Aurinete Pimentel conseguiu êxito desde cedo para “construir sua história junto à categoria” como ela mesmo lembra, “foi a partir da troca de experiências com colegas dos mais diversos níveis de atuação na estrutura universitária que também obtive aprendizado para carreira, ouvindo as pessoas”. 

Mesmo sem ter participado de diretorias do Sintufal, Aurinete Pimentel foi duas vezes representante Técnico-administrativo do Conselho Universitário (Consuni).

“Nessa condição, participei do Conselho Deliberativo da Fundepes, participei como representante da Comissão de Pessoal Permanente Técnico-administrativo (CPPTA), além da Comissão Permanente de Avaliação (CPA)” e ela acrescenta, ainda, que é muito importante hoje “a unidade da categoria e o Sindicato precisa ser um elo de união”.

Para o coordenador de Comunicação do Sintufal, jornalista Ricardo José Oliveira Ferro (Moresi), “uma servidora como Aurinete Pimentel, quando se aposenta, deixa o seu legado e um exemplo para os demais colegas”, destaca.

O coordenador evidencia ainda que Aurinete sempre teve participação ativa nas assembleias do Sintufal. “O comportamento determinado e focado no coletivo demonstrado por Aurinete deve servir de exemplo para outras gerações. O seu agir nos estimula a investir no coletivo e buscar garantir uma atuação crescente na vida sindical, principalmente para trazer as gerações mais novas ao convívio da organizacional e é isso que o Sindicato deve fazer”, pondera o coordenador.

Ícone facebook
Ícone twitter
Ícone whatsapp
Ícone email
Ícone impressora