Notícias

Sintufal se reúne com reitor para tratar da questão do isolamento social e da proteção de técnicos e terceirizados

Reunião foi realizada, ontem à tarde, dia 19, na reitoria da Ufal

Sintufal durante a reunião com o reitor da Ufal
Sintufal durante a reunião com o reitor da Ufal Fotos: Ascom/Sintufal

Requerer o isolamento social máximo no âmbito da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) como medida preventiva para proteger o grupo de técnico-administrativos e terceirizados e, consequentemente, promover a contenção da curva de infecção do novo Coronavírus (Covid-19). Esse foi o foco central de uma reunião realizada, ontem à tarde, dia 19, entre o Sindicato dos Trabalhadores na Universidade Federal de Alagoas (Sintufal) e o reitor Josealdo Tonholo.

Os representantes do Sintufal evidenciaram toda a preocupação da entidade e de sua base em relação à mitigação do impacto que a pandemia pode trazer para, principalmente, o corpo técnico da Ufal e, também, para aqueles que são terceirizados.

Na oportunidade, foram apresentadas propostas baseadas em exemplos positivos que estão sendo adotados em outras universidades e institutos federais. O Sintufal tomou como base a Universidade Federal do Maranhão e sua Portaria nº 190, que dispõe sobre as orientações em decorrência das instruções e medidas de proteção para o enfrentamento da emergência de saúde pública, de importância internacional, decorrente do Coronavírus (SARS-COV-2 /COVID-19).

O Sintufal sugeriu também que a Ufal adote providências semelhantes àquelas que estão em vigor na UFMA. Ou seja, a suspensão do calendário acadêmico, como já ocorre na Ufal, mas também do funcionamento das unidades administrativas – independentemente da área de execução – que passaram a funcionar por meio remoto, estando suspensos os atendimentos presenciais.

O reitor Josealdo Tonholo explicou que a regra para a Ufal é ficar em casa. Ele explicou ainda que aqueles que tiverem a necessidade de desenvolver tarefas que não podem ser interrompidas que, primordialmente, desenvolvam-nas a partir de casa. “Se não for possível fazer em casa, aí a gente vai trabalhar a questão dos horários (das 8h às 14h, que foi uma redução já definida pela instituição para essa situação emergencial), e que os setores não tenham multidões, aglomerações e que tenham o mínimo de pessoas possível quando tiver que resolver algo de modo presencial”, explicou.

Tonholo destacou ainda que a Portaria nº 392, de 17 de março de 2020, regulamenta o estado de emergência no âmbito da Universidade Federal de Alagoas, em decorrência da pandemia do Covid-19 (novo Coronavírus). Ele evidenciou também que o artigo 6º da citada portaria estabelece como prazo o dia 20 de março de 2020, até as 18h, para que as Unidades/Setores encaminhem para a Progep, pelo e-mail institucional, as escalas de atividades de trabalho remoto e/ou presencial (lembrando que este último será exceção).

Prazo este que vamos buscar estender em virtude do estado de emergência decretado pela prefeitura de Maceió e o governo do estado de Alagoas. Além de lembrar que casos especiais serão avaliados e poderão ser abonados.

Josealdo esclareceu que há setores da Ufal que não podem fechar como, por exemplo, o Restaurante Universitário e Residência Universitária, uma vez que existem estudantes na moradia estudantil que não tem para onde ir e dependem dessa habitação e da alimentação.

Aproveitamos para pedir a conscientização, não só dos técnicos, como dos docentes, discentes e toda a comunidade acadêmica para avaliar antes de gerar demandas que poderiam esperar, uma vez que vivemos um momento tão delicado em relação à contenção da pandemia.

Demandas que requeiram a presença dos técnicos ou dos terceirizados, só em último caso; pois, da mesma forma que vocês, também queremos evitar o vírus. Logo, priorizem as demandas remotas. Alguns setores já estão disponibilizando os contatos para tal e outros também o farão. Isolamento social deixou de ser escolha e passou a ser a única opção.

Participaram, como representantes do Sintufal, o coordenador geral José Marcos Gomes; os coordenadores de comunicação Ricardo José Oliveira Ferro (Titular), Flávio José Marques Lins (Suplente) e José Moyses Ferreira, coordenador Regional do Campus Sertão/Unidade Penedo.

O encontro contou também com a participação de representantes da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas (Adufal), Jailton de Souza Lira (presidente) e Sandra Lúcia dos Santos Lira (vice-presidente); e da Associação dos Trabalhadores da Universidade Federal de Alagoas (Atufal), Paulo Jorge Omena de Albuquerque (presidente) e José Mauricio Ataíde Carnaúba Filho (tesoureiro). 

O Sintufal disponibiliza o e-mail comunicacaosintufal@gmail.com para possíveis demandas dos nossos filiados. Mantenhamo-nos em vigilância constante e redobremos nossos esforços na luta contra a pandemia do Covid-19.    

Ícone facebook
Ícone twitter
Ícone whatsapp
Ícone email
Ícone impressora