Notícias

A Reforma Administrativa DESTRÓI SEU FUTURO

Arte: Ascom/Adufal

O presidente Jair Bolsonaro não cansa de atirar tragédias para vida da população brasileira. Desta vez, seu pacote de maldades nos traz a Reforma Administrativa. Ela dá fim aos serviços públicos no Brasil. Energia, saneamento, educação, saúde e todos os outros, passarão por gradativos processos de precarização e perseguição aos servidores e servidoras. 

Depois de conseguir aprovar, em outubro de 2019, no Congresso Nacional, a sua cruel Reforma da Previdência que nos obriga a TRABALHAR ATÉ MORRER (mesmo tendo ele se aposentado aos 33 anos de idade do Exército Brasileiro), Bolsonaro, agora, reúne, um grupo que inclui Paulo Guedes (seu ministro da Economia e banqueiro) e os presidentes da Câmara Federal (Rodrigo Maia) e do Senado Federal (David Alcolumbre) para tentar aprovar, através da PEC (“do Mal”) 32/2020, uma Reforma Administrativa que vai DESTRUIR totalmente os SERVIÇOS PÚBLICOS BÁSICOS no Brasil (deixando ao “deus dará” a população que necessita deles diariamente) e retirar covardemente direitos trabalhistas (duramente conquistados) de milhares de servidores/as públicos/as.

Para conseguir seu intento e aprovar sua “Reforma do Mal”, Bolsonaro MENTE quando:

  • Diz que sua Reforma Administrativa “não afetará” os/as atuais servidores/as públicos/as (a quem Guedes chamou de “parasitas”).
  • A reforma vai prejudicar, sim. Seja no que diz respeito ao reajuste salarial, à promoção na carreira, a avaliação de desempenho etc.
  • Diz que os/as servidores/as públicos/as “sobrecarregam” o Estado (mesmo a média salarial desses/as trabalhadores/as é de R$ 3 mil).

MENTIRA, pois sua Reforma Administrativa deixa DE FORA o alto escalão formado por: parlamentares, militares, juízes, desembargadores, ministros de tribunais superiores, promotores e procuradores (livrando a cara e o bolso dessa turma que não perde nunca seus PRIVILÉGIOS). Diz que esta Reforma Administrativairá “modernizar” o Estado e “melhorar” o Serviço Público.

Na verdade, sua “PEC (“do Mal”) 32/2020 tem como objetivo ENTREGAR para a exploração e a ganância do Setor Privado todos os serviços públicos básicos (conquistas históricas do povo brasileiro), buscando enfraquecer a organização e os direitos dos/as servidores/as públicos/as nas 03 (três) esferas: federal, estaduais e municipais.

Bolsonaro propaga MENTIRAS quando esconde que esta Reforma Administrativa lhe dará poderes para alterar a configuração da Administração Pública, extinguindo órgãos, autarquias e ministérios (sem precisar de projetos de lei para tal).

Mas a “caixinha de maldades do Mito” não para por aqui!

Infelizmente, tem mais e é melhor “já ir” se acostumando (se você não preferir lutar para DERROTAR esta “reforma do mal”): “Reforma Administrativa será o FIM DOS CONCURSOS PÚBLICOS;

E SEM CONCURSO PÚBLICO, os gestores vão usar e abusar da “terceirização” e das indicações políticas para a ocupação de cargos no serviço público.

Bolsonaro e Paulo Guedes NÃO interferem em nada na vida dos grandes bilionários e nas grandes fortunas. E não o fazem, porque seus “inimigos” são os trabalhadores e as trabalhadoras do Brasil.

Sua Reforma Administrativa é CRIMINOSA e trará PREJUÍZOS INCALCULÁVEIS para a nação.

CIDADÃOS E CIDADÃS ao lado da CUT, de sindicatos e confederações, de entidades estudantis e das mais variadas entidades da sociedade civil organizada, LUTE e diga “NÃO” à criminosa, injusta e elitista Reforma Administrativa do Governo Bolsonaro!

Não deixe que Jair Bolsonaro entregue para a iniciativa privada áreas importantes (e com estrutura já pronta!) da Saúde, Educação e Segurança!

Estamos unificados na luta em defesa de todos os Serviços Públicos Básicos, e também em defesa dos/as servidores/as que, dia a dia, vencendo as mais diversas dificuldades, mantém funcionando, por exemplo, um serviço como o SUS (elogiado mundialmente).

VAMOS PRESSIONAR O GOVERNO FEDERAL E O CONGRESSO NACIONAL!

Em defesa dos Serviços e dos/as servidores/as públicos/as, diga “NÃO” a esta Reforma Administrativa! Diga “NÃO” à “PEC (“do Mal”) 32/2020!

Ícone facebook
Ícone twitter
Ícone whatsapp
Ícone email
Ícone impressora